Anúncio de Editorial.Destaque.Empresas.Estilo de vida.Eventos em destaques da semana.Informativo de Serviço.Paraná tudo que destaque.Que Notícias em Apucarana em destaque.Tudo que destaque na Política.Tudo que Notícias do Mundo.Tv em destaque.Utilidade Pública.Vale do Ivaí é destaque.Viagem em destaque.Vídeo da semana em destaque.
Tendência

Audiência Pública, hoje, na Câmara Municipal, debaterá Acordo de Leniência entre MPF e CCR Rodonorte

Presença confirmada de deputados estaduais e comunidade de Apucarana e região:

Com a presença dos vereadores e vereadora que compõe a atual legislatura, comunidade e dos deputados , Tercílio Turini e Dr. Jacovós, a Câmara Municipal de Apucarana, realiza na noite de hoje (quinta-feira 05/09), às 19h30, Audiência Pública para debater o acordo de Leniência assinado entre o Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Lava Jato e a Concessionária CCR/Rodonorte.

Em pauta a duplicação total da BR 376 – Rodovia do Café – entre Apucarana e Ponta Grossa e a Construção do Contorno Leste de Apucarana.

Contrário aos interesses públicos, o Contrato de Leniência, homologado em abril, não garantiu o retorno das obras retiradas do contrato inicial, prejudicando moradores de todo o Estado.

Pelo termo assinado pelo MPF e a Rodonorte, a empresa vai pagar uma indenização de R$ 350 milhões aos usuários que serão abatidos com a redução de 30 % das tarifas, e investir outros R$ 365 milhões em obras, mas ficará desobrigada de fazer a duplicação da BR-376 entre Ponta Grossa e Apucarana, conforme previsto no contrato de concessão, que termina em 2021.

Com o acordo de Leniência a concessionária consegue participar, daqui a 2 anos e meio, de outros processos licitatórios.

Segundo o presidente da Câmara, professor Luciano Molina, a Audiência está marcada para às 19h30, para a realização do credenciamento e, pontualmente, às 20 horas, terão início os pronunciamentos e debates com a comunidade. 

“Esperamos a participação da comunidade neste momento importante e decisivo para a nossa cidade.

São mais de 80 quilômetros que ficarão fora da duplicação. Precisamos nos unir e tentar reverter essa situação.

É um prejuízo permanente que teremos e não sabemos quando teremos outra oportunidade para duplicação.

Portanto conclamo a todos para que participem desta Audiência”, disse o presidente Molina.

FOTO: DIVULGAÇÃO.
Fonte:Simone Penharbel Assessoria de Imprensa Câmara Municipal de Apucarana.

Jornal Paraná Notícias
Etiquetas
Mostrar mais

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Fechar